Conselho: Israel deve se preparar para guerra entre Irã e EUA

ira-destruir-israel

Relatório aponta preocupação com avanço do programa nuclear iraniano, presença na Síria e ameaça do Hezbollah.

O Instituto de Estudos de Segurança Nacional (INSS) de Israel emitiu nota para que o país se prepare para uma “potencial guerra global” protagonizada por Estados Unidos e Irã.

Segundo o relatório, as tensões envolvendo o Irã, Estados Unidos e Israel após a morte de Qasem Soleimani, na semana passada, somado a ausência de um governo estável, prejudicará a capacidade de Jerusalém de alcançar seus objetivos mais amplos de segurança nacional e assuntos externos.

O conselho teme que o país não esteja preparado para uma possível guerra, que provavelmente envolveria todos os países da região, além de outros países do mundo.

Como informou o Gospel Prime, com a ofensiva dos Estados Unidos, que resultou na morte de um dos homens mais poderosos do Irã, aumentaram os temores de uma possível guerra mundial.

Soleimani era comandante da Força Al Quds, unidade especial da Guarda Revolucionária iraniana e respondia diretamente ao aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do país.

No relatório entregue pelo diretor executivo do INSS, Amos Yadlin, os pesquisadores apontaram preocupação com uma vasta gama de desafios, incluindo o “contexto de uma crise política contínua em Israel que dificultará o desenvolvimento de estratégias atualizadas”.

Além disso, o relatório aponta que “o aumento da ousadia e determinação do Irã na arena nuclear” devem ser motivo de preocupação, assim como suas tentativas de estabelecer uma presença na Síria e em outras áreas que poderiam fornecer “novas habilidades para agir contra Israel”.

O relatório também observou que “as tentativas do Hezbollah de obter um grande número de armas de precisão e os esforços do Hamas para reduzir a pressão sobre Gaza e impactar os termos de um entendimento com Israel” são grandes desafios.
Fonte: Gospel Prime